Notícias

Publicidade
Publicidade


08/10/2018 18:59

Ricardo sai fortalecido de eleições exalta vitória de João e Vené e diz que continuará campanha por Haddad



Prestes a concluir o seu segundo mandato de governador com quase 80% de aprovação da população, o governador Ricardo Coutinho (PSB), saiu fortalecido das eleições deste domingo (PSB).

Ricardo conseguiu eleger o Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB), o mais votado na Paraíba com mais de 830 mil  votos;  fez a deputada estadual mais votada no Estado, Cida Ramos (PSB), e o deputado federal campeão de votos, Gervásio Filho (PSB). Por conta desse desempenho, o futuro governador João Azevedo vai governar com ampla maioria na Assembleia Legislativa.

 

Maior vencedor das eleições deste domingo, mesmo não tendo disputado nenhum cargo, o governador Ricardo Coutinho disse  que João Azevedo ganhou as eleições por ser o melhor candidato, e não por ‘vontade individual’.

 

 

“Com mais conhecimento, representa um projeto, conhece esse projeto e conhece aonde pisamos, as reações das forças tradicionais a esse projeto e ajudou a reconquistar espaços incluindo João Pessoa e Campina Grande. Porque a derrota deles foi a maior derrota em Campina Grande”, disse.

 

Em entrevista concedida após a totalização dos votos, Ricardo destacou o comportamento e o desempenho do candidato Luiz Couto, derrotado para o Senado, e disse que ele será fundamental para o restante da campanha de apoio a Fernando Haddad, que disputará o segundo turno com Jair Bolsonaro.

“Luiz foi um gigante, superou adversidades presentes e fez uma defesa importantíssima de um campo político que vai se defrontar agora no segundo turno. O Brasil jamais poderia, seria um erro violento, antinacional, eleger alguém que não disse nada a não ser pregar medo, temor e violência”, declarou.

O governador ainda afirmou que a luta a partir desta segunda-feira (7) será uma cruzada contra a barbárie.

“Teremos uma cruzada contra barbárie, pela civilização, pela democracia que nos de honra de olhar por nossos filos e netos, para combater um mal maior que esse país nunca vivenciou e que estava prestes a vivenciar”, finalizou.

SL

PB Agora