Política

Publicidade
Publicidade


04/10/2018 06:53

RETA FINAL: Juiz alerta para crime de boca de urna no dia da eleição e avisa que pode “haver prisão” por desobediência



A quatro dias para as eleições o juiz eleitoral da propaganda de rua em Campina Grande, Horácio de Melo, alertou para crime de boca de urna no dia do pleito e disse que pode “haver prisão” em caso de desobediência.

Em entrevista, ele garantiu que as equipes da Justiça Eleitoral estão preparadas para coibir os crimes eleitorais, principalmente durante a madrugada.

Horácio explicou que as prisões só acontece em flagrante e que é proibido, no dia da eleição, toda e qualquer manifestação ou propaganda eleitoral.

– Nenhum tipo de propaganda ou ato poderá ser exercido. Se for feito, é considerado boca de urna e seremos rigorosos quanto a isso. Não pode a distribuição de santinhos, ou adesivos, nem aglomerações de pessoas, nem a comercialização de camisas de candidatos. Quem o fizer, será preso e levado para a Polícia Federal e responderá por crime eleitoral – comentou.

Ele destacou que as carreatas não estão proibidas, dentre outros atos eleitorais, podendo ocorrer até o sábado (06_.

Sobre a venda e o consumo de bebidas alcoólicas no dia das eleições, esse disse que estão proibidas, devido a uma portaria da Secretaria de Segurança Pública, e frisou que espera que o eleitor tenha consciência sobre esse tipo de abuso.

Também salientou que é proibido o uso de som nas ruas e calçadas, seja em carros particulares ou outros tipos, bem como o uso de tendas, e que a Polícia já está autorizada a retirar, mesmo sem denúncia formal.

O juiz afirmou que há um planejamento para esta semana com a Polícia Militar, Polícia Federal, CPTRan e STTP.

 

PB Agora