Notícias

Publicidade
Publicidade


09/08/2017 20:51

Em Patos, congresso estudantil elege nova diretoria da UMES e realiza ato em frente à Biblioteca Municipal



Na manhã desta quarta-feira (09), foi realizado na Associação Comercial de Patos o Congresso estudantil que elegeu a nova diretoria da União Municipal dos Estudantes Secundaristas – UMES.
Além dos 200 estudantes, o Congresso contou com a participação de vereadores, do Presidente da Associação dos Estudantes Secundaristas da Paraíba (AESP), André Alves, Diretora da escola estadual Rio Branco, Vera Lucia, Presidente da União dos Jovens Socialista de Patos (UJS/Patos), Junior Monteiro, do Ex-presidente da AESP, Marcelo Lima.
Durante a programação do evento ocorreu uma palestra conduzida pelo Radialista, Igor Rodrigues, sobre educação e o protagonismo juvenil, uma vez que estudantes de diversas escolas públicas puderam fazer suas reivindicações em relação as melhorias das escolas. 
A aluna Jessica Thais da Escola Monsenhor Manoel Vieira fez sua reivindicação.
“A minha reivindicação é sobre a questão da estrutura escolar, nós precisamos de mais conforto, pois estamos sem ar-condicionado e o calor nos incomoda muito, não temos Datashow e TVs suficiente para que possamos apresentar nossos trabalhos em sala de aula. Enfim, precisamos mudar, pois, hoje somos alunos de escola cidadã integral e justamente por ser integral se torna muito cansativo para nós, tenho certeza de que se tivéssemos aulas mais dinâmicas seria bem melhor”, reclamou.
 
A vereadora Lucinha Peixoto falou da importância do movimento estudantil para a Cidade de Patos.
“É com muita alegria que me reencontro hoje nesse congresso da Associação de Estudantes, cabe ressaltar a importância dessa associação representada pelos estudantes dos ensinos fundamentais, médio, técnicos, profissionais e pré-vestibular da nossa cidade, esses alunos são os protagonistas da nossa sociedade, são eles que mostram o futuro do nosso País. Então, estive ouvindo hoje a fala de cada um deles e ouvi as denúncias gravíssimas de escolas que tem laboratório e não deixa a liberdade para os alunos usarem, eles reivindicaram a Biblioteca e o que é melhor para o aluno, então é no momento desse que a gente ver que a juventude está forte, unida e lutando pelo o que é deles e que eles merecem um ensino de qualidade”, relata Lucinha Peixoto.
O presidente da Associação dos Estudantes Secundaristas da Paraíba (AESP), André Alves, falou porque Patos sediou o encontro.
 “Aqui em Patos por ser um polo importantíssimo da luta por educação de qualidade não poderia ficar de fora desse projeto, por isso hoje estamos elegendo a diretoria da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Patos para que a gente não possa travar a luta por uma educação melhor, mas para que também possamos fazer com que essa ferramenta possa conscientizar a juventude do momento que vivemos hoje no nosso país. E o objetivo do Congresso além da criação da diretoria da UMES é travar os embates para que nós possamos de fato ter uma educação de qualidade”, relata André Alves.
Após o Congresso, os estudantes saíram em protesto para a frente do prédio da Biblioteca Municipal cobrando ao atual prefeito agilidade na reforma e a reabertura urgente do prédio para que possam utiliza-la.
O ex-presidente da AESP, Marcelo Lima, fez uma avalição do Congresso.
“Fico feliz em ter sido lembrado como ex-presidente desta Associação que muito me orgulha, fizemos um grande congresso, um grande debate com os estudantes do município onde os mesmo tiveram oportunidade de reivindicar os seus pleitos e demandas, desde a merenda até a estrutura das escolas e dizer que esse ato em relação à reivindicação da reabertura da Biblioteca Municipal de Patos é muito importante, pois, há meses está fechada e não tem nenhuma resposta da atual gestão e os estudantes se sentem prejudicados”, disse Marcelo Lima.
Fonte: Tayram Farias
Patosverdade.com