Esportes

Publicidade
Publicidade


16/07/2017 22:01

Zé vê resultado justo e boa partida, mas fala em empate ruim para o Fla



O empate do Corinthians permitiu ao Flamengo diminuir a distância do líder, mas o Rubro-Negro também não conseguiu vencer na rodada. Com Everton marcando mais uma vez e Sassá descontando, o time de Zé Ricardo ficou no empate por 1 a 1 com o Cruzeiro no Mineirão.

O técnico elogiou a partida do Flamengo em Belo Horizonte, mas lamentou o gol sofrido que impediu o Rubro-Negro de voltar para o Rio de Janeiro com três pontos na bagagem.

- Foi um resultado justo pelo o que foi o jogo, mas para nós ruim. Tivemos um adversário difícil. Fizemos o gol e eles vieram para cima. Acho que fizemos uma boa partida, principalmente no primeiro tempo. No segundo construímos bastante até sair o gol. Depois, é até natural a equipe do Cruzeiro sair para o ataque - disse o treinador do Flamengo.

Na tabela, para o Rubro-Negro, pouca coisa mudou. O time continua em quarto lugar a 12 pontos do líder e a um do Grêmio, vice-líder. O Santos está em terceiro lugar, empatado em número de pontos, mas com uma vitória a mais do que o Flamengo.

Na quarta-feira, o time enfrenta o Palmeiras, na Ilha do Urubu. A partida está marcada para as 21h45.

Diego Alves e Thiago

Thiago é um jovem muito talentoso. Vem trabalhando bastante no dia a dia. Sabemos que demora um pouco a aparecer a oportunidade. Ele já fez boas atuações na base também. Nessas partidas que tem feito no profissional, tem aproveitado a oportunidade. Sobre o Diego, é o que temos ouvido na mídia. Ninguém comentou nada comigo.

Atuação do Flamengo

Acho que o primeiro fator que precisamos ver é construir bem as jogadas e isso estamos fazendo. Lógico que o adversário se protege bem também. O Cruzeiro adotou uma postura mais baixa na linha. Procuramos abrir os espaços. Tivemos duas ou três bolas que poderíamos concluir melhor, mas nosso jogo funcionou melhor no primeiro tempo. A sensação é que poderíamos já ter vantagem no 1º tempo.

Briga pelo título

Acredito que foi um jogo de duas equipes que buscam o ataque, que têm semelhanças. O Cruzeiro, com seu meia central, que é o Thiago Neves, fazendo muito bem a distribuição. O Rafael Sobis, que funciona como um falso nove... Então tínhamos de ter muito cuidado para não fazer marcação individual nele. Foi um grande jogo, gostoso de dirigir.

Pressão pelo título

Você entrar numa competição e ser campeão é uma coisa. Entrar numa competição com a pressão de ser campeão é outra coisa. Estamos trabalhando a parte de concentração da nossa equipe para não só criar espaços, mas finalizar essas oportunidades.

Tivemos oportunidades contra o Grêmio e hoje também, mas são duas grandes equipes. Não tem nenhuma fórmula mirabolante. Conheço só o trabalho duro. Espero que a gente já produza mais contra o Palmeiras, que é outra equipe que já está ali no bolo.

Entrada de Geuvânio

Ainda vou analisar o jogo novamente. Essa é a tendência (usar mais). É um grande atleta. Pode jogar em três posições, pelo menos, na linha de três - no 4-2-3-1. Hoje começou na direita, onde gosta de jogar, depois foi para dentro. A entrada do Berrío foi para dar este suporte para ele.

Variações

Eu acho que quando uma equipe se planeja um trabalho você vê uma maneira de jogar. Acho que o Flamengo tem uma maneira de jogar e cria em cima dessa maneira. Pelo menos é assim que eu entendo a formatação da equipe.

 

globo.com